Comunicado

O Instituto Florence de Ensino Superior, por meio da Comissão Organizadora do II Congresso Interdisciplinar, informa que, por motivos inesperados e de profundo pesar, declara encerrado o evento, em respeito ao nosso aluno Alysson Pestana.
A comissão organizadora entrará em contato em breve com os inscritos/participantes para prestar mais esclarecimentos a respeito das atividades que ainda seriam realizadas no decorrer da programação.
Agradecemos a participação de todos os envolvidos.

 

Nota de Pesar

O Instituto Florence de Ensino Superior lamenta, profundamente, a perda precoce do seu aluno Alysson Pestana, ocorrida na manhã desta quarta-feira (13/11).

Diretorias, coordenações, discentes, docentes e funcionários enlutados, prestam solidariedade à família e amigos.

Informamos, ainda, que nossas atividades acadêmicas a partir de hoje estão suspensas, retornando na próxima segunda-feira 18/11).

 

 

Cursos do Instituto Florence estão em primeiro lugar entre as faculdades no Ranking Universitário Folha 2019

A Folha de S.Paulo divulgou a edição de 2019 do Ranking Universitário Folha (RUF), e no Maranhão, os Cursos de Odontologia e Farmácia do Instituto Florence de Ensino Superior obtiveram o primeiro lugar no segmento  faculdade privada e o terceiro lugar no ranking geral do Estado, superados apenas pelas universidades que oferecem estes cursos.

O RUF (Ranking Universitário Folha) é uma avaliação anual do ensino superior do Brasil feita pela Folha desde 2012, utilizando bases de dados e pesquisas de opinião e traz a classificação de universidades, centros universitários e faculdades nas 40 carreiras com mais ingressantes do país.

Os Cursos de Farmácia e Odontologia do Instituto Florence, buscam formar profissionais humanos, críticos, reflexivos, sensíveis aos problemas sociais e politicamente capazes de reconhecerem em suas práticas profissionais as reais necessidades da população, por meio de uma sólida formação técnico científica e ética, permitindo assim, uma atuação com segurança e propriedade na promoção da saúde e na prevenção das doenças, atendendo dessa maneira, às necessidades da população.

“O resultado do RUF/2019 corrobora o compromisso da instituição com uma consistente formação acadêmica humanizada, valorizando profissionais competentes, prontos para responder às diversas demandas da nossa sociedade ”. Complementou a diretora acadêmica do Instituto Florence, profa. Ildoana Paz Oliveira.

 

 

 

Florence promove mega revisão para o exame da OAB

É isso mesmo, pessoal! O Instituto Florence de Ensino Superior promoverá neste sábado, 19/10, uma mega revisão de véspera para o XXX Exame de Ordem.

E o melhor: a revisão será GRATUITA e ABERTA AO PÚBLICO! Realizado em parceria com o @_sucessojuridico, o evento ratifica a proposta do Instituto Florence de contribuir para a evolução acadêmica e profissional de toda a comunidade maranhense.

Você, aluno de Direito, será muito bem-vindo à nossa casa! Contamos com a sua presença. O Florence gera conhecimento, promovendo a educação! Venha você também ser mais Florence!

Inscrições no link: http://tiny.cc/revisaoflorence

Comunicado Feriado

Prezada Comunidade Acadêmica,

O Instituto Florence de Ensino comunica que, em virtude do feriado nacional em 12 de outubro (sábado), não haverá funcionamento na Instituição na referida data. Comunicamos também que o feriado do Dia do Professor será antecipado para a segunda-feira, 14 de outubro. Já na próxima terça-feira, 15 de outubro, o expediente na Instituição será somente administrativo. Desta forma, as atividades ACADÊMICAS serão retomadas somente na quarta-feira, 16 de outubro

Atenciosamente, 
Direção Geral – Instituto Florence de Ensino

Professores do Curso de Farmácia do Instituto Florence apresentam projeto de recolhimento de medicamentos vencidos ou sem uso em audiência realizada pelo Ministério Público

Os professores do Curso de Farmácia do Instituto Florence de Ensino Superior, Luiz Fernando Ramos e Elizângela Motta apresentaram, durante uma audiência pública realizada pelo  Ministério Público do Maranhão para tratar da destinação final de medicamentos vencidos ou sem uso, uma iniciativa do Instituto Florence que vem realizando o recolhimento de medicamentos. O projeto embasa a produção de trabalhos científicos pelos alunos do curso de Farmácia e depois recebem a destinação final adequada, que é a incineração.

A audiência foi realizada no dia 1° de outubro, por meio da 1ª Promotoria de Justiça Especializada na Proteção ao Meio Ambiente, Urbanismo e Patrimônio Cultural e da 2ª Promotoria de Justiça de Defesa da Saúde de São Luís. Durante o evento foram apresentados dados de uma pesquisa publicada em maio deste ano, feita pelo Conselho Federal de Farmácia e Instituto Datafolha, que apontou que 77% dos brasileiros se automedicam. Metade desse grupo faz uso da automedicação pelo menos uma vez por mês e 25% dos entrevistados utilizam remédios sem prescrição médica diariamente. Há também casos em que os medicamentos prescritos não são utilizados conforme indicado, o que muitas vezes deixa resíduos de remédios não utilizados.

O projeto dos professores da instituição começou em 2016, com uma experiência da professora Elizângela Mota, na disciplina de Farmácia Clínica, onde foi lançado um desafio para os alunos sobre a questão do descarte de medicamento, durante a campanha sobre o uso racional de medicamentos. Surgindo daí a campanha do descarte dentro do Instituto Florence e tomando uma proporção muito maior, quando as pessoas de fora da instituição começaram a ter conhecimento que esta recebia o material para fazer o descarte de medicamentos.  Com o crescimento desta procura, os professores Luiz Fernando Ramos, Elizângela Mota e Patrícia Alves, se uniram e criaram a LAGEP (Liga Acadêmica de Pesquisa de  Gestão e Processos Farmacêuticos). Assim, a Liga ganhou volume, e começou o trabalho de identificação de todos os medicamentos pelas classes farmacêuticas e quantidade, realizando ações educativas e de exposições educativas, além do desenvolvimento de trabalhos de conclusão de curso (TCC). Com isso, o Florence ganhou notoriedade, inclusive junto ao Ministério Público que, reconhecendo este trabalho e representado pelos promotores Dr. Fernando Barreto e a Dra. Glória Mafra, fez o convite para a apresentação do projeto na audiência pública sobre descarte de medicamentos, junto ao fórum estadual de educação ambiental, promotorias da saúde e do meio ambiente, da secretaria da saúde e demais órgãos ligados à questão do descarte.  

‘’O Ministério Público ficou encantado com o nosso trabalho e destacou a importância institucional que o Florence possui hoje, em relação a esse trabalho de descarte de medicamento. Para nós, é motivo de muito orgulho e junto com os nossos alunos, continuaremos a desenvolver esse trabalho. Atualmente, já temos mais de 7 mil medicamentos catalogados, e que estão sendo transformados em trabalhos de conclusão de curso, em trabalhos levados durante a participação em congressos, onde fazemos a divulgação do Instituto Florence e do importante serviço que os professores e alunos veem desenvolvendo dentro da instituição”. Declarou o professor Luiz Fernando Ramos.

Instituto Florence apoia e participa da campanha Outubro Rosa

 

O movimento conhecido como Outubro Rosa tem como missão incentivar a participação da população no controle do câncer de mama. A data é celebrada, anualmente, com o objetivo de compartilhar informações sobre o câncer de mama, promover a conscientização sobre a doença, proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento e contribuir para a redução da mortalidade.

O Instituto Florence de Ensino participa deste movimento promovendo eventos técnicos, debates e apresentações sobre o tema, assim como produz materiais e outros recursos educativos para disseminar informações sobre a prevenção da doença, com o objetivo de manter e ampliar as campanhas do Outubro Rosa 2019, além de estimular os alunos a se comprometerem nas práticas de educação em saúde.

Apoiar essa causa é dever de todos, principalmente da faculdade que possui um leque de profissionais e futuros profissionais capacitados para contribuir com a mudança do quadro dessa doença que ainda afeta muitas pessoas.  A prevenção ainda é o mais importante. No entanto, ficar alerta aos sinais aumenta muito as chances de tratamento e cura. O autoexame da mama, além da mamografia são fundamentais  e todos precisam saber disso.

Colaborar com o objetivo da campanha é também o que visa o Instituto Florence de Ensino.

 

Professora Márcia de Jesus conclui mestrado em Gestão de Programas e Serviços de Saúde.

A Professora do Instituto Florence de Ensino Superior, Márcia Cristina Monteiro de Jesus concluiu recentemente o seu mestrado em Gestão de Programas e Serviços de Saúde, pela Universidade Ceuma, com a dissertação intitulada “Práticas Alimentares em Crianças de 0 a 6 Meses de Vida Atendidas na Atenção Primária em uma Capital do Nordeste”, tendo como orientadora a Profa. Dra. Flor de Maria Araújo Mendonça.

“O que me despertou a vontade de estudar o assunto foi o fato de observar as crianças que eram atendidas no centro de saúde onde trabalho. Constatei que desde muito cedo, elas já se alimentavam de forma complementar, ou seja, as mães não esperavam chegar ao sexto mês para alimentá-las de forma sólida. Por isso, a ideia de estudar sobre o que essas crianças estavam comendo e até que idade elas ingeriam exclusivamente o leite materno.  O resultado foi a baixa prevalência do aleitamento materno exclusivo e a conclusão de que essas mães receberam pouca orientação no pré-natal, com relação à alimentação ideal”. Declarou a professora Márcia de Jesus.

O Instituto Florence parabeniza a querida professora por mais essa conquista!