Professoras do Instituto Florence publicam artigos em revistas internacionais

A professora Thaiane Coelho Santos, do Curso de Farmácia, com seu trabalho “Naturally occurring acetylcholinesterase inhibitors and their potential use for Alzheimer’s disease therapy” e a professora Sâmara Luciana de Andrade Lima, do Curso de Odontologia, com “Impact of untreated dental caries on the quality of life of Brazilian children: population-based study”, tiveram seus artigos aceitos para publicação em revistas internacionais.

A publicação, de título: “Naturally occurring acetylcholinesterase inhibitors and their potential use for Alzheimer’s disease therapy” (Inibidores da acetilcolinesterase de ocorrência natural e seus potenciais na terapia da Doença de Alzheimer),aceita pela revista Frontiers in Pharmacology,   trata da doença de Alzheimer (DA) que é uma das principais causas de demência e ainda não tem cura possuindo apenas uma única substância natural na terapêutica, a galantamina, que atua sobre a enzima acetilcolinesterase e promove aumento dos níveis do neurotransmissor acetilcolina que é associado à aprendizagem e à memória .

Neste contexto, este trabalho teve por objetivo revisar as pesquisas da última década sobre plantas medicinais, seus extratos e compostos isolados com potencial para o tratamento de pacientes com a doença de Alzheimer. Foram identificadas 29 famílias, bem como 36 compostos isolados, onde alguns destes apresentaram efeitos mais potentes na inibição da enzima acetilcolinesterase quando comparados à galantamina. Esta mini revisão abre perspectivas para outros pesquisadores com a bioprospecção de novos inibidores para o tratamento da doença.

A professora Sâmara Luciana de Andrade Lima, do Curso de Odontologia, em seu artigo “Impact of untreated dental caries on the quality of life of Brazilian children: population-based study”, publicado pela revista Internacional of Journal of Paediatric Dentistry, trabalhou a qualidade de vida das crianças com cárie, e de que forma isso afeta o ambiente familiar e escolar. Foi um estudo de base populacional, realizado de dezembro de 2014 a junho de 2016, com crianças de 6 a 10 anos de escolas públicas e privadas. Durante o estudo, foram aplicados questionários para as crianças CPQ (Questionário de Percepção da Criança) e Sócio Econômico Demográfico, direcionado aos pais.

Para conferir os trabalhos, é só clicar:

Thaiane:  https://www.frontiersin.org/articles/10.3389/fphar.2018.01192/abstract

Sâmara: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/pdf/10.1111/ipd.12365