Projetos de Extensão

Os projetos de extensão do Instituto Florence de Ensino Superior estão articulados e são operacionalizados pela Coordenadoria de Pós-graduação, Pesquisa e Extensão – CONEX, e pelo Fundo de Amparo a Pesquisa/FAP.

O que é Extensão Universitária?

Com a criação do Fórum Nacional de Pró-Reitores de Extensão das Universidades Públicas Brasileiras em 1987, a discussão conceitual e prática da extensão perpassa pelo compromisso social da Universidade na busca da solução dos problemas mais urgentes da maioria da população; a indissociabilidade entre as atividades de Ensino,Extensão e Pesquisa; o caráter interdisciplinar da ação extensionista; o reconhecimento do saber popular e a consideração da importância da troca entre este e o saber acadêmico.

Partindo desse consenso, o Fórum de Pró-Reitores de Extensão define a extensão universitária como sendo:

“O processo educativo, cultural e científico que articula o Ensino e a Pesquisa de forma indissociável e viabiliza a relação transformadora entre Universidade e Sociedade. A Extensão é uma via de mão-dupla, com trânsito assegurado à comunidade acadêmica, que encontrará, na sociedade, a oportunidade de elaboração da praxis de um conhecimento acadêmico. No retorno à Universidade, docentes e discentes trarão um aprendizado que, submetido à reflexão teórica, será acrescido àquele conhecimento. Esse fluxo, que estabelece a troca de saberes sistematizados, acadêmico e popular, terá como consequências a produção do conhecimento resultante do confronto com a realidade brasileira e regional, a democratização do conhecimento acadêmico e a participação efetiva da comunidade na atuação da Universidade. Além de instrumentalizadora deste processo dialético de teoria/prática, a Extensão é um trabalho interdisciplinar que favorece a visão integrada do social.”

Em 1998, o Fórum Nacional de Pró-Reitores de Extensão das Universidades Públicas Brasileiras elabora o Plano Nacional de Extensão Universitária, que apresenta os seguintes objetivos:

  • Reafirmar a extensão universitária como processo acadêmico definido e efetivado em função das exigências da realidade, indispensável na formação do aluno, na qualificação do professor e no intercâmbio com a sociedade;
  • Assegurar a relação bidirecional entre a universidade e a sociedade, de tal modo que os problemas sociais urgentes recebam atenção produtiva por parte da universidade;
  • Dar prioridade às práticas voltadas para o atendimento de necessidades sociais emergentes como as relacionadas com as áreas de educação, saúde, habitação, produção de alimentos, geração de emprego e ampliação de renda;
  • Estimular atividades cujo desenvolvimento implique relações multi, inter e/ou transdisciplinares e interprofissionais de setores da universidade e da sociedade;
  • Enfatizar a utilização de tecnologia disponível para ampliar a oferta de oportunidades e melhorar a qualidade da educação, aí incluindo a educação continuada e a distância;
  • Considerar as atividades voltadas para o desenvolvimento, produção e preservação cultural e artística como relevantes para a afirmação do caráter nacional e de suas manifestações regionais;
  • Inserir a educação ambiental e desenvolvimento sustentável como componentes da atividade extensionista;
  • Valorizar os programas de extensão inter-institucionais, sob a forma de consórcios, redes ou parcerias, e as atividades voltadas para o intercâmbio e a solidariedade internacional;
  • Tornar permanente a avaliação institucional das atividades de extensão universitária como um dos parâmetros de avaliação da própria universidade;
  • Criar as condições para a participação da universidade na elaboração das políticas públicas voltadas para a maioria da população, bem como para se constituir em organismo legítimo para acompanhar e avaliar a implantação das mesmas;
  • Possibilitar novos meios e processos de produção, inovação e transferência de conhecimentos, permitindo a ampliação do acesso ao saber e o desenvolvimento tecnológico e social do país.”

“O conhecimento não se estende do que se julga sabedor até aqueles que se julga não saberem; o conhecimento se constitui nas relações homem-mundo, relações de transformação, e se aperfeiçoa na problematização crítica destas relações.”(Paulo Freire)

Projetos de Extensão Florence

  • Curso de Direito:

Projeto de Extensão “NAJUP GERÔ” (Curso de Direito)

Projeto de Extensão “Cidadão Defensor” (Curso de Direito)

Projeto de Extensão “Laboratório de Prática Jurídica” (Curso de Direito)

Projeto de Extensão “Direito e Sétima Arte” (Curso de Direito)

  • Curso de Farmácia:

Projeto de Extensão “Farmacêuticos do Bem” (Curso de Farmácia)

Projeto de Extensão “Bula Informativa” (Curso de Farmácia)

  • Curso de Odontologia:

Projeto de Extensão “Projeto SOS Endodontia: Programa de Atendimento à Pacientes com Urgências Odontológicas” (Curso de Odontologia)

Projeto de Extensão “Com a Boca no Mundo” (Curso de Odontologia)

  • Curso de Enfermagem:

Projeto de Extensão “Anjos da Enfermagem” (Curso de Enfermagem)