A demanda por profissionais da Estética não para de crescer no Brasil. É por isso que fazer cursos nessa área é uma excelente ideia para quem se identifica com o setor e busca por qualificação superior.

Você gosta de contribuir com a autoestima das pessoas? Acredita que as pessoas têm uma saúde mental mais elevada quando buscam cuidar de si? 

Se as suas respostas para essas perguntas foram positivas, você pode se dar muito bem sendo um profissional da Estética. Continue lendo e veja o que é e como funciona esse mercado!

O mercado da Estética no Brasil e no mundo

Uma reportagem feita pelo portal Terra trouxe dados de uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC).

De acordo com a publicação, o Brasil é hoje a terceira nação com o maior mercado de Estética do mundo. Nesse quesito, o nosso país fica atrás apenas dos Estados Unidos e da China.

Isso quer dizer que há muito mercado para quem trabalha com Estética. Afinal, os brasileiros fazem parte de uma das nações que mais consome produtos e serviços do segmento.

A pandemia da Covid-19 também impulsionou o mercado da Estética no Brasil. Como as pessoas estão passando mais tempo em casa, têm mais tempo para ter cuidados pessoais, como rotinas de skincare.

Para você ter uma ideia, de acordo com uma reportagem do jornal O Tempo, os cuidados com a pele tiveram um aumento de 161,7% nos primeiros meses de 2020. 

Podemos concluir, portanto, que um mercado que já estava em alta no Brasil e no mundo foi impulsionado pela atual realidade. Por isso, vale a pena investir no segmento da Estética, caso você tenha interesse pela área.

O perfil do profissional de Estética

Para se dar bem como esteticista, o profissional deve estar atento às inovações e tendências do mercado Afinal, novas tecnologias e tratamentos de beleza surgem com frequência e é preciso oferecer sempre o que há de mais moderno para os clientes.

Também é importante que o profissional da área transmita confiança às pessoas e saiba se comunicar bem. A sinceridade é uma peça bem importante para quem deseja trabalhar com Estética.

Não é recomendado, por exemplo, mentir ou fazer promessas impossíveis de serem cumpridas aos clientes. O mais indicado é sempre agir com sinceridade, explicando quais são os melhores e reais resultados que os pacientes terão ao fazer tratamentos estéticos.

A flexibilidade também é um grande diferencial. Isso porque os profissionais podem atuar em diferentes locais, como veremos mais adiante.

O atendimento prestado em um salão de beleza não deve ser o mesmo praticado em um hospital, por exemplo. Deve-se adaptar a abordagem em cada momento, agindo com flexibilidade.

Salário do esteticista

De acordo com um levantamento feito pelo site Salário, o piso médio dos ganhos mensais de um esteticista, com uma jornada de 43 horas semanais de trabalho, é de R$1.280,61.

Porém, esse valor varia muito de acordo com diversos fatores, como a região de atuação ou grau de especialização do profissional. É comprovado, por exemplo, que um esteticista com formação superior ganha mais que os colegas que não fizeram uma faculdade de Estética.

Além disso, quando o profissional empreende e resolve tocar o seu próprio negócio, em vez de trabalhar para outra pessoa ou instituição, os seus lucros podem crescer de maneira exponencial.

O profissional também pode investir em marketing digital e outras ramificações da publicidade, para potencializar ainda mais os seus lucros.

Estética masculina

As principais áreas de atuação do mercado de estética

O profissional da Estética pode atuar em estabelecimentos, como:

  • consultorias e assessorias sobre cosméticos e equipamentos específicos de estética;
  • clínicas de Estética e de Medicina Estética;
  • instituições educacionais e de pesquisa;
  • hotéis e estâncias hidrominerais;
  • academias de ginástica;
  • casas de repouso;
  • salões de beleza;
  • hospitais;
  • clubes;
  • spas;
  • entre outros.

Nesses locais, o especialista em Estética poderá executar as atividades dos principais segmentos do ramo. Logo mais falaremos sobre os principais deles!

Biomedicina Estética

Essa área da Estética trabalha com pesquisas relacionadas às doenças humanas. Os esteticistas geralmente atuam em parcerias com biomédicos e profissionais de outras áreas, desenvolvendo novas tecnologias.

O trabalho realizado gera novos cosméticos para tratar doenças de pele ou melhorar a aparência das pessoas, por exemplo.

Consultoria estética

A consultoria estética é uma área em que os esteticistas atuam no atendimento pessoal de seus pacientes.

Na prática, funciona como uma consulta médica, em que o paciente vai até o consultório e relata as suas queixas. Dessa forma, o esteticista faz um diagnóstico e orienta sobre os melhores tratamentos e produtos que podem ser utilizados.

Cosmetologia

A cosmetologia é a ciência que estuda e desenvolve produtos cosméticos, com o intuito de trazer novas tecnologias que podem ser usadas em tratamentos estéticos.

Geralmente, quem atua no segmento de cosmetologia trabalha em laboratórios ou indústrias farmacêuticas. 

Nesse sentido, realiza pesquisas e testes. Também analisa as matérias-primas e componentes, de origem natural ou sintética, que podem ser usados para produzir novos cosméticos.

Estética capilar

A estética capilar envolve todos os cuidados que as pessoas podem ter em relação aos seus cabelos.

Tratamentos de beleza para os cabelos e para o combate às quedas são os principais exemplos desse segmento.

Também é na área da estética capilar que se destaca a prestação de serviços de colorimetria capilar. Trata-se de um estudo que analisa todas as nuances e tonalidades de cabelo e como elas se comportam quando são trabalhadas juntas.

O profissional especialista em colorimetria considera questões como a altura dos tons, nuances e reflexos. 

Dessa maneira, pode aplicar tinturas e propor tratamentos para que as cores do cabelo de cada pessoa sejam potencializadas ao máximo ou adaptadas, de acordo com o seu estilo.

Estética corporal

Quando falamos em estética corporal, estamos nos referindo aos cuidados com as diversas partes do corpo de uma pessoa.

Tratamentos e recursos que agem no combate às celulites, às estrias e à flacidez da pele, por exemplo, fazem parte dessa área.

Estética facial 

A estética facial é aquela relacionada aos tratamentos para melhorar o aspecto do rosto.

O profissional que se especializa nesse segmento atua fazendo limpeza de pele e tratamentos para eliminar cravos, espinhas, rugas, marcas de expressão, manchas escuras no rosto etc.

Na área de estética facial, o profissional também pode prestar serviços de visagismo. Trata-se de um conjunto de técnicas que são usadas em conjunto para valorizar a beleza de um rosto.

O profissional que atua como visagista estuda todas as linhas e traços de cada cliente. Dessa forma, propõe os melhores cortes de cabelo, coloração, estilos de maquiagem e outros.

A busca por visagistas está crescendo! As técnicas não se limitam apenas à beleza, mas também traduzem a personalidade e o estilo de cada indivíduo.

Estética masculina

Essa área está bastante em alta nos últimos anos. É crescente o número de homens que se preocupa com a aparência.

Existem clínicas de Estética especializadas no atendimento de homens, realizando serviços como drenagens, limpeza de pele, depilação a laser, entre outros.

Tratamento pós-cirúrgico

Em clínicas médicas, os esteticistas podem trabalhar em parceria com os cirurgiões-plásticos, para realizar tratamentos pós-cirúrgicos.

Uma pessoa que fez uma cirurgia e ficou com uma grande cicatriz, por exemplo, pode realizar tratamentos para eliminar ou amenizar essas marcas.

A importância da qualificação para trabalhar com Estética

O segmento de Estética é cada vez mais profissional. Por isso, os profissionais dessa área devem se qualificar para prestar um excelente atendimento aos seus clientes e conseguirem uma boa colocação no mercado de trabalho.

Atualmente já existem cursos de graduação em Estética. Nesta faculdade, os alunos recebem uma base sólida conceitual e prática para trabalhar na área.

Ao cursar a faculdade de Estética, o aluno se torna apto a executar procedimentos estéticos faciais, corporais e capilares. Também aprende técnicas de visagismo e maquiagem.

Geralmente, esse curso de graduação tem duração de dois anos. Após o término, o profissional pode realizar ainda uma pós-graduação. Nesse caso, poderá se especializar no ramo que mais gosta de trabalhar ou em que deseja direcionar a sua carreira.

Disciplinas estudadas na graduação em Estética

A graduação em Estética possibilita que o aluno desenvolva conhecimento em praticamente todas as subáreas desse mercado. Para isso, diversas disciplinas precisam ser estudadas.

No curso da Faculdade Florence, as disciplinas estudadas são as seguintes:

  • Avaliações e Técnicas em Estética Corporal;
  • Intervenção Estética em Cirurgias Plásticas;
  • Cosmetologia Aplicada à Estética Corporal;
  • Semiologia e Técnicas em Estética Facial;
  • Cosmetologia Aplicada à Estética Capilar;
  • Avaliação e Técnicas em Estética Capilar;
  • Recursos Manuais em Estética Corporal;
  • Cosmetologia Aplicada à Estética Facial;
  • Recursos Físicos na Estética Corporal;
  • Recursos Físicos na Estética Capilar;
  • Recursos Manuais em Estética Facial;
  • Biossegurança e Primeiros Socorros;
  • Recursos Físicos na Estética Facial;
  • Mecanismo de Agressão e Defesa;
  • Farmacologia Aplicada à Estética;
  • Visagismo e Maquiagem;
  • Metodologia Científica;
  • Citologia e Histologia;
  • Anatomia Sistêmica;
  • Fisiologia Humana;
  • Bioquímica Básica;
  • Projeto Integrador;
  • Técnicas de SPA;
  • Ciências Sociais;
  • Saúde Pública;
  • Patologia.

Além dessas matérias, o aluno também precisa cursar uma disciplina optativa e realizar três estágios supervisionados.

Após a conclusão do curso, o estudante realiza a formatura e recebe um diploma de Tecnólogo em Estética e Cosmética.

Estética cosmetologia

Dicas para se dar bem no mercado da Estética

Temos outras dicas para que você possa se dar bem nesse mercado. Confira!

Esteja sempre de olho nas tendências

As tendências do mercado são bastante volúveis. Por isso, vale a pena ficar sempre de olho nas novidades que surgem no segmento.

Leia revistas da área, acesse blogs, siga influenciadores digitais que são referência no segmento etc. Dessa maneira, você garante sempre informação de qualidade e que pode fazer a diferença no seu trabalho.

Diversifique as suas experiências

Como você pode perceber ao ler este artigo, existem várias áreas em que um esteticista pode atuar. Nesse sentido, é claro que você pode e deve buscar se especializar naquilo que mais gosta. Porém, não pode fechar portas.

Você pode prestar mais de um serviço da área da Estética na sua carreira profissional. Dessa forma, se um paciente o procura para fazer um tratamento facial, pode continuar com você e realizar uma terapia corporal ou capilar em seguida, por exemplo.

A diversificação ajuda a reter clientes e a potencializar os seus lucros. Afinal, você terá um leque de opções de tratamentos e serviços para oferecer aos seus clientes.

Tenha uma marca pessoal consolidada

Nos dias de hoje, ter uma marca pessoal consolidada é importante para os esteticistas. Por isso, assim que começar a prestar atendimentos, invista no seu marketing pessoal.

Atualmente, as redes sociais são o melhor caminho para isso. Estude sobre marketing digital e explore todo o universo que a internet e as redes sociais oferecem.

Assim, você poderá conquistar mais clientes e consolidar o seu nome em sua cidade ou região de atuação.

Gostou de saber mais sobre o que é e como funciona o mercado da Estética? Essa pode ser uma excelente oportunidade para você, que está pesquisando áreas promissoras para o seu futuro profissional.

Baixe agora mesmo o nosso Guia do Profissional de Saúde e saiba mais sobre as principais profissões nesse ramo que estão em alta!

Compartilhe:

Tags:

Fique à vontade para deixar seu comentário sobre o conteúdo!

O seu endereço de e-mail não será publicado.