Sabe aquele ditado popular que diz: “quem não é visto, não é lembrado”? Essa é uma frase de muito valor quando falamos em marketing pessoal.

Afinal, é justamente disso que se trata esse conceito! Os profissionais precisam “aparecer” para serem lembrados pelas empresas ou possíveis clientes. Porém, apenas isso não é suficiente.

Chegou a hora de você ter um currículo de destaque

Baixe os modelos de currículo, customize o seu e conquiste o trabalho dos seus sonhos!

Existem algumas questões mais técnicas que devem ser pensadas ao estruturar uma estratégia de marketing pessoal. Mas, não se preocupe! Vamos ensinar tudinho neste artigo! Continue a leitura e aumente as suas chances de ter sucesso no mercado de trabalho.

Marketing pessoal: entenda o que é e a importância para a sua carreira

Primeiramente, é importante entendermos mais a fundo o que é o marketing pessoal. Para isso, é interessante analisarmos a definição trazida por Philip Kotler, um dos mais conceituados autores e estudiosos do marketing.

Para Kotler, o marketing pessoal é definido como: “uma disciplina que utiliza conceitos e instrumentos do marketing em benefício da carreira e da vida das pessoas, sobretudo valoriza o ser humano em todos os seus atributos.”

Ou seja, assim como as empresas precisam fazer marketing para vender os seus produtos e serviços, os profissionais também devem buscar meios para fortalecer a sua imagem.

A ideia é que sejam desenvolvidas ações para que você se torne uma referência naquilo que faz. Assim, será bem-visto pelas pessoas de sua comunidade e poderá ter mais chances de conseguir boas vagas de emprego ou clientes, caso atue como um profissional autônomo.

Veja 4 dicas para fazer marketing pessoal e conquistar mais sucesso

Entendido sobre a importância do marketing pessoal para a sua carreira? Então, agora podemos ir para a parte prática.

Elencamos uma série de dicas para que você possa “colocar a mão na massa” e começar a desenvolver ações de marketing pessoal. Confira, a seguir!

1. Tenha cuidados com a sua imagem pessoal

A sua imagem é o seu cartão de visitas! Por isso, é muito importante que você tenha cuidados com ela, para que possa abrir portas por onde passa.

Mas, atenção! Aqui, não estamos falando de aparência física, tampouco em “padrões” de beleza. Não importa se você é alto ou baixo, gordinho ou magrinho, tenha um ou outro estilo de se vestir.

Quando falamos em cuidados com a imagem pessoal, estamos nos referindo a sempre manter uma boa aparência, se vestir de forma adequada conforme cada ocasião, usar uma maquiagem discreta etc.

A ideia é que você mantenha uma imagem apresentável e saudável. Além disso, ser gentil e educado também é importante.

Vale lembrar aqui de outro ditado popular, aquele que diz: “a primeira impressão é a que fica”.

2. Produza e compartilhe posts estratégicos nas redes sociais

As redes sociais são excelentes para que você possa desenvolver o seu marketing pessoal. Afinal, é bem provável que você tenha colegas de profissão, amigos, conhecidos e outras pessoas do seu ciclo que o seguem e constroem uma percepção sua ao acompanhar os seus posts.

Uma maneira interessante de praticar o marketing pessoal é produzir conteúdo para os seus canais, demonstrando que você tem conhecimento sobre aquilo que faz.

Isso não quer dizer que você precise virar uma “blogueirinha” e nem ficar fazendo dancinhas no Tik Tok para se exibir. Esse tipo de atitude, inclusive, é bem questionável em algumas áreas mais sérias e que não podem ser levadas na brincadeira.

Se você se sente à vontade para isso, pode fazer pequenos vídeos ou stories mostrando o seu dia a dia de trabalho, compartilhando momentos de estudo etc. Isso tudo ajuda a mostrar que você é interessado naquilo que faz.

Também é interessante compartilhar conteúdos de portais de notícias ou blogs da sua área e fazer pequenos comentários. 

Um estudante de Direito, por exemplo, pode opinar sobre notícias que envolvem casos jurídicos, novos projetos de lei que estão sendo discutidos pelos políticos etc.

3. Saiba o que não postar nas redes sociais

Assim como você precisa saber o que deve publicar nas redes sociais, é interessante saber também o que não deve ser publicado.

É claro que você pode e deve usar esses canais para se relacionar com os seus amigos e ser quem realmente é. Também não tem problema nenhum em publicar fotos em uma baladinha ou num encontro com o crush.

O que não é recomendado é uma exposição desnecessária e exagerada de determinadas situações. Evite, por exemplo, ficar postando muitas fotos segurando garrafas de bebidas alcoólicas ou em cenas constrangedoras.

Lembre-se sempre que o pessoal e profissional se misturam o tempo todo!

Imagine a seguinte situação: você está olhando os stories do Instagram e vê uma professora da escola ou faculdade visivelmente alcoolizada e com uma garrafa de cerveja na mão.

Quando for contar isso aos seus amigos, você vai dizer que fulana está bêbada na festa? Não, né? Provavelmente você usará o termo “professora”, que é o cargo que essa pessoa ocupa.

Viu como profissional e pessoal não se separam? Por isso, é necessário ter cuidado com as redes sociais. Elas são excelentes para construir uma imagem positiva de uma pessoa, mas também podem destruir tudo rapidinho.

4. Frequente eventos e participe de atividades da sua área

Para melhorar o marketing pessoal e até mesmo praticar o networking e fazer crescer a sua rede de relações, participar de eventos e atividades é bem importante.

Por isso, é interessante ficar sempre de olho nos eventos como congressos, workshops e cursos voltados para a sua área de atuação. Sempre que possível participe desses encontros.

Participar de ligas acadêmicas, projetos de pesquisa e outras atividades da sua faculdade também ajudam você a ser visto e lembrado pelos demais.

Em suma, o marketing pessoal se resume a trabalhar bem a sua imagem e estar em lugares, físicos ou digitais, em que possa ser visto e reconhecido. Coloque essas estratégias em prática e logo verá os resultados aparecerem.

Quer continuar se desenvolvendo como profissional e pessoa? Então, não perca tempo e baixe agora o nosso infográfico com 5 passos para conseguir a independência financeira.

Compartilhe:

Fique à vontade para deixar seu comentário sobre o conteúdo!

O seu endereço de e-mail não será publicado.