Como conseguir emprego sem experiência? 

Esse é um desafio para muitos jovens que estão entrando no mercado de trabalho. Isso porque é bastante comum vermos empresas fazendo essa exigência até mesmo para cargos de estágio.

Chegou a hora de você ter um currículo de destaque

Baixe os modelos de currículo, customize o seu e conquiste o trabalho dos seus sonhos!

Por esse motivo, é importante que os jovens profissionais coloquem em prática uma série de ações para conquistar uma vaga e entrar no mercado de trabalho com sucesso.

A seguir, apresentaremos algumas dicas para que você tenha mais chances de conseguir emprego sem experiência. 

Vamos falar sobre diferentes tipos de experiência, formas de ser notado pelos recrutadores, o que falar no momento da entrevista, entre outros tópicos importantes.

Pronto para iniciar a sua trajetória rumo ao sucesso no mercado de trabalho? Então, #partiu seguir a leitura!

5 atividades que podem ser consideradas como experiência para quem procura emprego

“Como vou conseguir experiência, se ninguém dá uma primeira oportunidade?”. Essa é uma pergunta que muitos jovens fazem quando estão procurando o primeiro emprego.

Porém, aí vai uma informação que pode respondê-la: a experiência não é apenas um trabalho de carteira assinada! 

Na prática, qualquer atividade com relação à área em que você pretende atuar pode ser considerada experiência e ganhar destaque no seu currículo. Veja alguns exemplos!

1. Estágios

Se você está terminando o seu curso de graduação ou se formou há pouco tempo e busca uma primeira vaga na área, é bem provável que já tenha realizado estágios.

Afinal, praticamente todos os cursos de graduação exigem que o estudante realize estágios, justamente para que tenha contato com o mercado de trabalho e consiga executar as teorias que aprendeu, na prática.

É importante que você liste os seus estágios no currículo, destacando as tarefas que realizava na empresa. 

Também é interessante colocar em sua apresentação o nome do seu chefe no estágio e do professor que supervisionou as atividades. Isso porque, se eles forem reconhecidos no mercado, esse pode ser um motivo a mais para que você seja contratado.

2. Programas de iniciação científica

As faculdades e até mesmo algumas escolas contam com programas de iniciação científica, nos quais os alunos auxiliam os professores-pesquisadores a realizarem atividades de pesquisa.

Durante a graduação, é importante que você participe desse tipo de programa. Assim, além de fazer contatos, você terá uma experiência profissional para colocar no currículo quando chegar o momento de conseguir o primeiro emprego.

3. Ligas acadêmicas

As ligas acadêmicas são associações civis, científicas livres e sem fins lucrativos, geralmente organizadas por comitês de pesquisa nas faculdades e universidades.

Caso a instituição em que você estuda tenha ligas acadêmicas, participar delas é uma ideia das mais interessantes. Isso porque, além dos professores, profissionais de mercado fazem parte desses grupos.

Logo, além de adquirir experiência, você pode fazer contatos e facilitar a colocação no mercado de trabalho.

4. Trabalhos como freelancer

Se você não tem trabalho formal para cadastrar como experiência profissional no seu currículo, mas já realizou atividades como freelancer, isso deve ser informado.

Vamos supor, por exemplo, que você é estudante de Medicina Veterinária e está concorrendo a uma vaga de auxiliar em um pet shop da sua cidade.

Se você já realizou freelas como pet sitter, passeando ou cuidando de animais de estimação, essa é uma informação relevante a ser colocada no seu currículo.

Afinal, essa é uma experiência que mostra que você já teve contato com pets e sabe lidar com eles. Logo, tem tudo para dar certo ao trabalhar como auxiliar em um local que presta atendimento aos bichinhos.

5. Trabalho voluntário

Os trabalhos voluntários também podem ser colocados no seu currículo para que o campo de experiência não fique em branco.

Aliás, ser voluntário é uma excelente maneira para conquistar experiência profissional e você pode realizar esse tipo de trabalho enquanto não encontra uma vaga remunerada.

Para isso, procure por ONGs ou instituições de caridade da sua cidade! Certamente você encontrará uma oportunidade para trabalhar de forma voluntária e ainda ajudar o próximo.

Mas, atenção! O trabalho voluntário deve ser realizado apenas em instituições de caridade ou organizações sem fins lucrativos, que ajudem de alguma forma a sociedade.

Jamais se ofereça para trabalhar como voluntário em empresas que podem pagar pelos seus serviços. Isso não é trabalho voluntário, mas exploração. Tome cuidado!

Como conseguir emprego sem experiência? Veja algumas formas de ser notado pelos recrutadores

Encontrar formas de como conseguir um emprego sem experiência também é importante para que você seja notado pelos recrutadores. 

Sabe aquela história de “quem não é visto, não é lembrado”? Ela se enquadra muito bem aqui e você precisa ser visto pelas empresas, para que elas possam querer contratá-lo.

Mas, como fazer isso? Temos algumas dicas matadoras! Veja, a seguir!

Faça networking

O networking pode ser definido como um conjunto de atividades em que você trabalha a sua rede de contatos. Ou seja, você precisa conhecer e trocar informações com pessoas que podem ajudá-lo no processo de como conseguir emprego sem experiência.

Você pode fazer isso participando de eventos, como feiras e congressos organizados pela sua faculdade, por exemplo.

Se você participar de um congresso científico apresentando um trabalho que fez na faculdade, pode impressionar alguém que está assistindo o evento e essa pessoa pode ajudá-lo a conseguir uma vaga na empresa em que ela trabalha, por exemplo. 

Marque presença nas redes sociais

As redes sociais são uma excelente maneira de conquistar relevância no mercado de trabalho. Por isso, utilize esses canais de forma estratégica para se posicionar como um profissional na sua área de atuação.

Você pode criar um perfil no LinkedIn, por exemplo, e sempre mantê-lo atualizado, colocando lá todos os seus cursos e experiências.

Para se dar bem no LinkedIn, também é interessante seguir profissionais e empresas da área em que pretende trabalhar. Dessa forma, fica mais fácil de você ser notado por essas organizações.

Além do LinkedIn, que é mais voltado para o mercado de trabalho, outras redes sociais, como o Instagram, o Facebook e até o Tik Tok, podem ser usadas para produzir e compartilhar conteúdos.

Ao encontrar notícias na internet sobre a sua área de atuação, por exemplo, compartilhe e deixe a sua opinião sobre o assunto. Isso ajuda a posicioná-lo como um profissional crítico e pode despertar o interesse de possíveis recrutadores ou pessoas que possam indicá-los a vagas.

Faça cursos complementares

Na internet, você pode encontrar diversos sites de instituições de ensino que oferecem cursos online gratuitos, muitos deles com certificado, inclusive.

Além de poder usar esses cursos como atividades complementares para a carga horária exigida pela faculdade, eles podem ajudá-lo na jornada de como conseguir emprego sem experiência.

Afinal, quando os recrutadores olharem o seu currículo e verem que você realizou vários cursos complementares, as suas chances de conquistar uma boa vaga aumentam. 

Hora da entrevista: 5 dicas para se dar bem nas conversas com recrutadores

Chegou o grande dia! Depois de enviar currículos e se preparar por bastante tempo, você foi chamado para uma entrevista.

Para conseguir emprego sem experiência, é preciso ser estratégico nesse momento! Somente assim você conseguirá boas oportunidades e aumentará as chances de ser contratado.

Quer saber como se dar bem nas conversas com os recrutadores? Então, se liga nas nossas dicas!

1. Capriche no look

Você não precisa se produzir como se fosse para um evento de gala para ir à entrevista de emprego, mas também não pode ir totalmente “largado”.

O ideal é que você mantenha o seu estilo, mas se vista como se fosse um funcionário que está indo trabalhar na empresa. Por isso, vale a pena dar uma pesquisada no “dress code”, ou seja, na forma como as pessoas que trabalham lá se vestem.

Isso varia muito de empresa para empresa. Em uma agência de publicidade, por exemplo, as vestimentas são bem informais, mas em um escritório de advocacia o clima é mais sério e o pessoal costuma vestir trajes sociais.

Para as meninas, também é importante pensar na maquiagem! Opte sempre por tons discretos.

2. Tome cuidado com a forma como você fala

Ao conversar com os recrutadores, é importante que você tome cuidado com a forma como você fala. O ideal é que mantenha um tom de voz calmo, sereno e fácil de ser compreendido.

Evite falar muito alto, dar gargalhadas ou exagerar nas gírias durante a conversa. Isso pode ser visto como deselegante e eliminá-lo do processo seletivo, mesmo que você esteja apto para a vaga.

3. Valorize as suas experiências anteriores

Você está tentando conseguir um emprego sem experiência profissional anterior. Porém, conforme explicamos, não são apenas os trabalhos formais que contam pontos para que alguém consiga uma boa colocação no mercado.

Por isso, quando for questionado sobre as suas experiências anteriores, comente sobre as atividades que já realizou, como estágios, freelancers, trabalhos voluntários etc.

É uma boa ideia escrever isso em uns dois ou três parágrafos e dar uma ensaiada em casa, antes da entrevista. Mas tome cuidado para não chegar lá e despejar uma “decoreba” para os recrutadores.

4. Estude a empresa antes da entrevista

Antes do momento da entrevista, vale a pena dar uma estudada sobre a empresa. É claro que você não precisa conhecer a companhia em detalhes, mas saber pelo menos o que ela faz é importante.

Para isso, você pode usar e abusar da internet. Acesse o site da empresa, procure os perfis dela nas redes sociais e visualize as publicações, entre outras formas de pesquisa.

Assim, se os recrutadores perguntarem algo sobre a empresa, você terá condições de responder. 

5. Tente manter a calma

Ficar nervoso durante a entrevista de emprego é comum e os recrutadores mais experientes já estão até esperando por isso. Porém, é importante que você tente controlar o seu nervosismo para não chegar lá suando frio ou com as mãos tremendo.

Uma boa ideia para isso é tentar distrair o cérebro enquanto você está na sala de espera aguardando ser chamado. Você pode cantarolar mentalmente uma música que você gosta, por exemplo, para não ficar o tempo todo pensando na entrevista e ficar ainda mais nervoso.

O lanchinho antes de sair de casa também pode ser um aliado para ajudar você a manter a calma na hora da entrevista. Você pode comer uma banana, por exemplo. De acordo com os nutricionistas, essa fruta tem nutrientes que ajudam a evitar o nervosismo excessivo. 

Entenda o que são cursos técnicos e como eles garantem colocação rápida no mercado de trabalho

Para quem busca uma colocação rápida no mercado de trabalho, os cursos técnicos são uma excelente alternativa. Isso porque eles não são considerados uma “faculdade” e, por esse motivo, podem ser feitos até mesmo por pessoas que ainda não concluíram o Ensino Médio.

São considerados uma  graduação, por sua vez, os cursos de tecnologia, bacharelado ou licenciatura, realizados após a conclusão do Ensino Médio. Eles geralmente têm uma duração maior e são considerados de nível superior.

Uma estratégia usada por muitos profissionais é realizar inicialmente um curso técnico, que é mais breve e garante uma empregabilidade mais rápida, para depois cursar a graduação e buscar por vagas que pagam salários maiores.

Dessa forma, alguém que pretende ser enfermeiro, por exemplo, pode inicialmente fazer um curso Técnico em Enfermagem, para entrar no mercado de trabalho e conseguir uma vaga em um hospital.

Depois, ingressa no curso superior em Enfermagem e pode conseguir melhores oportunidades na área, ganhando mais e exercendo cargos de maior responsabilidade.

Agora a pergunta “como conseguir emprego sem experiência?” foi facilmente respondida, não é mesmo? Estamos na torcida para que você tenha sucesso nessa jornada. Também esperamos que este conteúdo tenha sido útil para a realização dessa conquista.

Queremos ajudá-lo ainda mais! Por isso, estamos disponibilizando gratuitamente 5 modelos de currículo para você arrasar no mercado de trabalho. Baixe agora mesmo!

Compartilhe:

Fique à vontade para deixar seu comentário sobre o conteúdo!

O seu endereço de e-mail não será publicado.