Curso de Farmácia promoverá I CIRCUITO DE PRÁTICAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES

A Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC), publicada em 2006, instituiu no SUS abordagens de cuidado integral à população por meio de outras práticas que envolvem recursos terapêuticos diversos. Desde a implantação, o acesso dos usuários tem crescido.

E assim, em 2006, quando foi criada a Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC) eram ofertados apenas cinco procedimentos. Após 10 anos, em 2017, foram incorporadas 14 atividades, chegando as 19 práticas disponíveis atualmente à população: ayurveda, homeopatia, medicina tradicional chinesa, medicina antroposófica, plantas medicinais/fitoterapia, arteterapia, biodança, dança circular, meditação, musicoterapia, naturopatia, osteopatia, quiropraxia, reflexoterapia, reiki, shantala, terapia comunitária integrativa, termalismo social/crenoterapia e yoga.

As terapias estão presentes em 9.350 estabelecimentos em 3.173 municípios, sendo que 88% são oferecidas na Atenção Básica. Em 2017, foram registrados 1,4 milhão de atendimentos individuais em práticas integrativas e complementares. Somando as atividades coletivas, a estimativa é que cerca de 5 milhões de pessoas por ano participem dessas práticas no SUS. 

Atualmente, a acupuntura é a mais difundida com 707 mil atendimentos e 277 mil consultas individuais. Em segundo lugar, estão as práticas de Medicina Tradicional Chinesa com 151 mil sessões, como taichi-chuan e liangong. Em seguida aparece a auriculoterapia com 142 mil procedimentos. Também foram registradas 35 mil sessões de yoga, 23 mil de dança circular/biodança e 23 mil de terapia comunitária, entre outras.

Evidências científicas têm mostrado os benefícios do tratamento integrado entre medicina convencional e práticas integrativas e complementares. Além disso, há crescente número de profissionais capacitados e habilitados e maior valorização dos conhecimentos tradicionais de onde se originam grande parte dessas práticas. No ano passado foram capacitados mais de 30 mil profissionais.

O Instituto Florence de Ensino Superior, primeira faculdade do Estado a discutir este assunto e com o intuito de trazer mais informações, por meio dos Farmacêuticos do Bem e alunos do 5° período de Farmácia, realizará neste sábado (o5), em salas de aula, nos turnos matutino (8h30 às 12h) e vespertino (13h45 às 17h) o I CIRCUITO DE PRATICAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES com abordagem das seguintes praticas:

  • Homeopatia
  • Floralterapia
  •  Fitoterapia e Plantas Medicinais
  •  Reiki
  •  Yoga
  • Osteopatia
  • Acupuntura

O evento contará com a colaboração dos seguintes palestrantes:

Turno Matutino

  • Floralterapia – Dr. Débora Lima
  • Acupuntura – Dra Aline Sarah Costa
  •  Reiki – Dr André Marinho
  • Plantas Medicinais e Fitoterapia – Dr Gustavo Calado
  • Yoga – Dra Jéssica Theresa Corrêa Dockhorn
  • Homeopatia – Dra Ana Paula

Turno Vespertino

  • Homeopatia – Dra. Claudia Monteiro
  • Plantas Medicinais e Fitoterapia – Dra. Karine Belo
  • Floralterapia – Dra. Vivian Cruz
  • Acupuntura – Dr. Francisco Seabra
  • Reiki – Dr. Andre Marinho
  • Osteopatia – Dr. Júlio Macedo